Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - UFC/FAMED/DSC [TURMA 1997]

Total de projetos de pesquisa



Número total de itens: 44

2012

1.   2012-2012. CONHECIMENTOS SOBRE ALEITAMENTO MATERNO E PRÁTICAS VIVENCIADAS POR MULHERES PARTICIPANTES DO PROJETO MIL MÃES , ENCONTRO NACIONAL DE ALEITAMENTO MATERNO
Descrição: Visto que a promoção do AM é ação prioritária para a redução da mortalidade infantil e melhoria da saúde de todo cidadão e que o conhecimento das lactantes sobre a amamentação interfere nos índices, manutenção e duração desta prática (SUSIN et al., 1998) verifica-se a relevância deste projeto para fortalecer as políticas públicas de incentivo ao AM, conhecer o entendimento e práticas vivenciadas por mulheres que amamentam de forma exclusiva ou não, oferecer subsídios para a elaboração de planejamento estratégicos para aumentar os índice de AM, além de proporcionar a reflexão dos profissionais de saúde sobre suas ações acerca da lactação, permitindo que o processo da amamentação seja vivenciado com prazer e aprendizado e não com frustrações e sofrimentos.Durante o ENAM ocorre o encontro denominado Projeto mil mães , que visa reunir, em um local público, mulheres que amamentam seus filhos, provenientes do estado onde está sendo sediado o evento.Durante esse evento será realizada uma pesquisa, para identificar o conhecimento das mães sobre o aleitamento materno e investigar como os serviços públicos e privados vem apoiando as políticas públicas adotadas no Brasil, para promover o AME ou complementar dessas mulheres, residentes no Ceará. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa. A população escolhida para a pesquisa será composta por mães de Fortaleza, região metropolitana e cidades interioranas do Ceará, que amamentam seus filhos exclusivamente ou não, a partir de uma amostragem por conveniência.Para aplicação do questionário serão treinados voluntários, alunos e profissionais da área da saúde, sob a coordenação de professores de Universidades privada e pública (UFC), além da Coordenadora do ENAM/Ceará.O questionário estruturado será composto de questões relacionadas ao perfil sócio-demográfico, dados da amamentação, rotinas de suporte para a lactação no serviço de saúde desde atenção primária, maternidade (sala de parto, alojamento conjunto, banc. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (55) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Jocileide Sales Campos - Integrante / Anamaria Cavalcante e Silva - Integrante / Francisca de Oliveira Andrade - Integrante / Diva Fernandes - Integrante / Marina Linhares Bezerra - Integrante. Financiador(es): Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2012-Atual. LEVANTAMENTO DAS AÇÕES DE REDUÇÃO DE RISCO DE DESASTRES E DAS CONDIÇÕES DE ATENDIMENTOS ÀS CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA
Descrição: Todas as crianças e adolescentes sempre devem ter os seus direitos garantidos, em qualquer situação. Durante os desastres essa parcela da população se encontra em uma situação de maior vulnerabilidade. Por serem pessoas em condição peculiar de desenvolvimento é essencial que os meninos e as meninas recebam atenção prioritária, garantindo que estejam protegidos, saudáveis e que suas rotinas sejam afetadas o mínimo possível. A preocupação com os meninos e as meninas levou o governo federal a propor a criação de comitês emergenciais de proteção da infância e adolescência em cidades seriamente atingidas por desastres em 2011. Visando conhecer como os órgãos estaduais e municipais de defesa civil atuam, em parceria com outras instituições que trabalham junto a população infanto-juvenil, para reduzir os riscos de desastres, e como é o atendimento das crianças e adolescentes nas situações de emergência, propõe-se a realização deste levantamento junto a esses órgãos. Os resultados desse levantamento serão utilizados para a elaboração de uma proposta de redução de risco de desastres em parceria com as escolas e outros programas sociais, assim como diagnóstico inicial para a implementação do Protocolo Nacional . Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Integrante / Almir de Castro Neves - Integrante / Francisca de Oliveira Andrade - Integrante. Financiador(es): UNICEF - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2011

1.   2011-2012. Conhecimento e prática sobre aleitamento materno de puérperas internadas no alojamento conjunto em um hospital amigo da criança da região norte do Ceará
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Regina Fátima Gonçalves Feitosa - Integrante. Financiador(es): Santa Casa de Misericórdia de Sobral - Cooperação.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2011-2012. Efetividade da fortificação caseira com vitaminas e minerais na prevenção da deficiência de ferro e anemia em crianças menores de um ano: estudo multicêntrico em cidades brasileiras.
Descrição: A anemia na infância é considerada um problema de saúde pública tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento, afetando cerca de 293 milhões de crianças em idade pré-escolar. Nas últimas décadas, inúmeras estratégias de prevenção e controle foram adotadas por diversos países, porém poucos foram os avanços conquistados na redução da prevalência de anemia. A anemia pode ser determinada por diversos fatores, contudo a principal causa é a deficiência de ferro. Atualmente no país são adotadas três estratégias de prevenção e controle da anemia: a educação alimentar, a fortificação compulsória das farinhas de trigo e milho e a suplementação preventiva para grupos vulneráveis.A educação alimentar vem sendo adotada na atenção básica de acordo com a publicação técnica Dez passos da alimentação saudável para crianças menores de dois anos e na Estratégia Nacional para Promoção da Alimentação Complementar Saudável.A fortificação das farinhas de trigo e milho com ferro e ácido fólico foi instituída a partir de junho de 2004 estabelecendo 4,2 mg de ferro e 150 μg de ácido fólico por 100 g das farinhas de trigo e de milho. Considerando-se a diversidade do nosso país e tendo em vista o compromisso ético-político de construção coletiva, gestores do Ministério da Saúde envolvidos com o PNSF e consultores nacionais, reunidos para debates no ano de 2010, concluíram que a melhor estratégia para avaliação da proposta de fortificação com múltiplos micronutrientes em pó seria por meio da execução de um Estudo Multicêntrico. Para possibilitar a futura incorporação da fortificação caseira como estratégia programática de prevenção da anemia na infância na saúde pública brasileira, se faz necessário a condução de estudos para avaliar o efeito da nova intervenção em diferentes realidades brasileiras, já que essas são fortemente influenciadas pelas condições sociais e culturais que precisam ser criteriosamente avaliadas sob condições da vida real. O presente estudo tem como objetiv. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Maria Marly Lopes Vieira Peixoto - Coordenador / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Gisele Ane Bortolini - Integrante / Sara Araújo da Silva - Integrante / Maria Claret C. M. Hadler - Integrante / Maria do Rosário G. Peixoto - Integrante / Pedro Israel C. Lira - Integrante / Leopoldina Augusta S. Sequeira - Integrante / Pascoal Torres Muniz - Integrante. Financiador(es): Ministério da Saúde - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2011-Atual. PREMATURIDADE E MUITO BAIXO PESO AO NASCER: AVALIAÇÃO DAS PRÁTICAS ALIMENTARES E CUIDADOS MATERNOS, PÓS-ALTA HOSPITALAR, NORDESTE DO BRASIL- EDITAL UNIVERSAL 2011
Descrição: Estudos de base populacional evidenciam que houve um aumento da prematuridade no Brasil de 5% em 1994 para 6.5% em 2004. Para o diagnóstico dos transtornos da alimentação na infância, as percepções dos pais devem ser levadas em consideração, pois, muitas vezes, os pais constroem expectativas exageradas em relação ao crescimento e ao peso de seus filhos. Os conhecimentos desta trajetória os determinantes a partir das crenças maternas, a percepção do peso ao nascer, o alimento como veículo afetivo e mediador simbólico são escassos e o desconhecimento enseja que mais estudos sejam realizados, com uma proposta de aprofundamento dessas questões que alicerçam a etiologia do excesso de peso e da obesidade na infância. Desse forma, nos propomos a realizar essa pesquisa, com a definição de alguns objetivos a serem alcançados: Caracterizar o perfil socioeconômico e de saúde, das mães e crianças nascidas com muito baixo peso ao nascer (1.500g) no município de Sobral, Ceará, entre 2006-2010; Identificar as crianças nascidas com muito baixo peso ao nascer (1.500g) que apresentam sobrepeso e obesidade, em Fortaleza e Sobral, CE; Identificar as práticas nutricionais de um grupo de crianças nascidas com muito baixo peso ao nascer (1.500g), com idade compreendida entre 1-5 anos, em Sobral, Ceará; Compreender, através da subjetividade materna, o processo multidimensional e sinérgico que envolve a associação entre baixo peso ao nascer, práticas alimentares e o excesso de peso e de obesidade na infância; Analisar as vivências e percepções de mães acerca da trajetória de construção da obesidade infantil de um grupo de crianças com muito baixo peso ao nascer (1.500g), diagnosticados com sobrepeso e obesidade infantil. Será realizado em dois municípios do Ceará: Fortaleza e Sobral. Utilizar-se-á o banco de dados de nascidos vivos no período de 2006-2010 e ambulatórios da rede pública dos dois municípios para identificação de crianças nascidas com baixo peso ao nascer (menor e igu. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Integrante / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Nádia Maria Girão Saraiva de Almeida - Integrante / Antonio José Ledo da cunha - Integrante / Marie McCormick - Integrante / Ângela Cardoso Andrade - Integrante / Kellyanne Abreu Silva - Integrante / Regina Célia Carvalho da Silva - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
4.   2011-2012. PROGRAMA DE APOIO A VIDA
Descrição: O Projeto de Apoio à Vida (PRAVIDA) é um projeto de extensão da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará, vinculado à Pró- Reitoria de Extensão, estruturado com uma equipe multidisciplinar composta por profissionais de medicina e psicologia, incluindo vários acadêmicos das duas áreas, alunos da UFC. O projeto tem como meta desenvolver uma atenção especializada e humanizada, com fins preventivos e de apoio à população que procura o serviço e tem histórico de tentativa de suicídio. O Projeto conta com uma parceria com o Centro de Informação e Assistência Toxicológica do Instituto José Frota (CEATOX-IJF), que atende grande número de indivíduos após tentativa de suicídio via intoxicação. O Projeto é referencia para todo estado do Ceará e região metropolitana de Fortaleza. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Integrantes: Maria Ivoneide Veríssimo de Oliveira - Coordenador.
Membro: Maria Ivoneide Veríssimo de Oliveira.

2010

1.   2010-2012. ACESSIBILIDADE, UTILIZAÇÃO E QUALIDADE DA ATENÇÃO À SAÚDE OFERTADA A CRIANÇAS EGRESSAS DE CUIDADOS INTENSIVOS NEONATAIS NO MUNICÍPIO DE FORTALEZA-CEARÁ (Projeto Universal)
Descrição: O presente projeto tem por objetivo avaliar a acessibilidade, a utilização e a qualidade dos serviços de saúde nos dois primeiros anos de vida em uma coorte de recém-nascidos oriundos de unidades neonatais de alto risco no município de Fortaleza, Ceará, no período de julho a dezembro de 2007. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa e quantitativa, cujos sujeitos serão todos os recém-nascidos de alto risco egressos de unidades de terapia intensiva próprias ou conveniadas ao SUS, que nasceram no período de 01 de julho a 31 de dezembro de 2007 e suas mães. As mães receberão uma visita domiciliar para identificar as facilidades e dificuldades de acessibilidade aos ambulatórios de seguimento dos RN. Será realizada também a avaliação da estrutura e dos recursos humanos desses serviços.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Coordenador / Antonio José Ledo Alves da Cunha - Integrante / Nádia Maria Girão Saraiva de Almeida - Integrante / Paulo César de Almeida - Integrante / Francisco Sulivan Bastos Mota - Integrante / José Lucivan Miranda - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2010-2012. Educação Permanente em Saúde no Ceará: uma avaliação a partir do processo de trabalho dos Profissionais da Estratégia Saúde da Família
Descrição: Comprometido com a consolidação da reforma sanitária brasileira e com o fortalecimento dos processos de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde instituiu a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, como estratégia do SUS para a formação e desenvolvimento de trabalhadores para o setor. Garantir uma formação de qualidade para os profissionais deve ser um compromisso dos gestores no âmbito do SUS. Assim, este estudo apresenta como objetivo avaliar a educação permanente ofertada pelas escolas de saúde do SUS no Ceará sob a ótica dos Profissionais da Estratégia Saúde da Família a partir do seu processo de trabalho. Trata-se de um estudo avaliativo com foco nas abordagens qualitativa/quantitativa, a ser realizado no estado do Ceará junto às Escolas de Saúde do SUS, bem como aos egressos dessas escolas, ou seja, os profissionais das Equipes de Saúde da Família. Utilizar-se-á como instrumento de coleta de dados um questionário e grupo focal para os egressos e um formulário para os coordenadores pedagógicos das escolas. Para os dados quantitativos, será estruturado um banco de dados utilizando o Software SPSS for Windows, apresentados sob a forma de tabelas e gráficos. Para os dados qualitativos, buscar-se-á a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo - DSC, a qual reúne em um só discurso síntese as falas dos sujeitos para em seguida submetê-lo a análise com base na Política Nacional de Educação Permanente em Saúde do Ministério da Saúde e ainda da literatura acerca deste tema. Os aspectos éticos referentes à pesquisa com seres humanos serão respeitados neste estudo, para tanto serão observados os preceitos da Resolução 196/96.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Maria de Fátima Antero Sousa Machado - Coordenador / Carmem Cemires Cavalcante Costa - Integrante / Adryana Estácio Trummer - Integrante / Cristiana Rocha Façanha - Integrante / Luzia Saraiva Rocha - Integrante / Maria Socorro Vieira Lopes - Integrante / Maristela Inês Osawa Chagas - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2010-2012. ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO DE MORBI-MORTALIDADE MATERNA E PERINATAL, EM GESTAÇÕES COM MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS
Descrição: Os índices alarmantes de morbi-mortalidade materna e perinatal são objeto de preocupação em Saúde Pública no Brasil, na atualidade. Os óbitos perinatais estão relacionados notadamente a prematuridade, traumas obstétricos e asfixia durante o parto, septicemias e às malformações congênitas. Nos países desenvolvidos, cerca de 2 a 3% dos recém-nascidos são portadores de uma ou mais malformações congênitas, sendo responsáveis por 20% da mortalidade neonatal e 30 a 50% da mortalidade perinatal. Esse estudo tem como objetivos: Caracterizar as gestações com malformações congênitas atendidas na MEAC-UFC, identificando fatores perinatais de vulnerabilidade para o binômio mãe feto.Identificar os sentimentos e repercussões da comunicação à mãe diante do diagnóstico de malformação congênita fetal.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Integrante / Luiz Carlos Batista de Souza - Integrante / Antônio Aldo Melo Filho - Coordenador / Carlos Augusto Alencar Júnior - Integrante / Francisco Edson de Lucena Feitosa - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
4.   2010-2012. Qualidade de vida de pacientes coinfectados HIV/TB em seguimento ambulatorial.
Descrição: O projeto integra as investigações desenvolvidas pelo grupo de pesquisa do CNPq "Núcleo de Pesquisa em HIV/Aids e Doenças Associadas". A epidemia de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) constitui fator em potencial para a transformação da tuberculose de doença endêmica em epidêmica, em todo o mundo. O HIV tem sido considerado um dos principais fatores de risco para que indivíduos infectados por Mycobacterium tuberculosis desenvolvam a tuberculose doença. A associação da infecção pelo HIV e a tuberculose-TB é denominada de coinfecção HIV/TB e tem demonstrado repercussões na vidas dos indivíduos. Apesar de no Brasil haver uma política de acesso universal à terapia antirretroviral gratuita, além de condições para estabelecer estratégias para redução da morbimortalidade da TB associada ao HIV, ainda mantém grande números de co-infectados, com relevância epidemiológica. Muitas vezes, o diagnóstico de TB é conhecido ao mesmo tempo que o diagnóstico do HIV. Esta condição influencia na aceitação da doença, gerando dificuldade da adesão ao acompanhamento em saúde, dificuldades de adesão aos medicamentos levando à falência do tratamento, além de ocasionar sérios problemas no cotidiano do cliente com repercussões na qualidade de vida, pela própria doença e pelos estigmas que elas têm na sociedade. Para se avaliar as diferentes repercussões da associação da coinfecção HIV/TB na vida dos clientes surgiu o interesse em avaliar a qualidade de vida dessa clientela, utilizando-se a HAT-QoL (HIV/AIDS ? Quality of Life). Deste modo tem-se como objetivos: Avaliar a qualidade de vida de pacientes coinfectados por HIV/TB e de pacientes com HIV utilizando-se a escala HAT-QoL e Comparar a qualidade de vida dos pacientes coinfectados pelo HIV/TB com os infectados pelo HIV. Será desenvolvido estudo transversal avaliando-se e comparando-se a qualidade de vida de dois grupos de pacientes (HIV e HIV/TB) em uma região do nordeste brasileiro, onde as con. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Simone Paes de Melo - Integrante / Maria do Socorro Cavalcante - Integrante / Ligia Regina Franco Sansigolo Kerr - Integrante / Marli Teresinha Gimeniz Galvão - Coordenador. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
5.   2010-2011. REZADEIRAS: EXPERIÊNCIAS NO TRATAMENTO ÀS CRIANÇAS DE 0 A 5 ANOS E AS RELAÇÕES DIALÓGICAS COM PROFISSIONAIS DE SAÚDE, EM FORTALEZA, (CE)
Descrição: Estudos têm comprovado a grande influência que exercem os universos social e cultural sobre a adoção de comportamentos de prevenção ou de risco e sobre a utilização dos serviços de saúde. Diversos autores ressaltam a grande influência que exercem a semiologia popular e as concepções culturais de causalidade sobre os comportamentos adotados frente às doenças. Eles apontam a necessidade de enraizarem-se os programas de educação e o planejamento em saúde em conhecimento prévio das formas características de pensar e agir predominantes nas populações junto às quais se quer intervir. Para além da existência de uma identidade de saberes, existe ainda a pronta disponibilidade da rezadora como uma agente informal de saúde. Neste contexto de fácil acesso, atuará como uma formadora e disseminadora de ações em saúde, os quais por vezes, diante de desconhecimento científico, leva ao agravo da doença em questão.Fortaleza é uma cidade/capital, com mais de dois milhões e setecentos mil habitantes e com aproximadamente 40% da população com disponibilidade de uma rede de assistência pública disponível, a partir do Programa Saúde da Família. No entanto, alguns questionamentos nos fazem refletir e buscar respostas diante da inserção histórica e cultural das rezadeiras/benzedores junto à comunidade: Quais os principais motivos por que as mães de crianças menores de 5 anos buscam as rezadeiras? Como essas rezadeiras de relacionam com os pais? O que utilizam além da sua vivência da rezas, para orientar aos pais sobre os cuidados com as crianças? Como tem sido a relação delas com os profissionais de saúde da rede pública de assistência em alguns bairros de Fortaleza? Há uma relação aproximada do seu tratamento de cura pela reza, com outros modelos terapêuticos à saúde?. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Maria Regina Melo da Justa Feijão - Integrante / Rodrigo Ferreira Gomes - Integrante / Gabriela Oliveira Lemos - Integrante. Financiador(es): Universidade Federal do Ceará - Bolsa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2009

1.   2009-2010. CONHECIMENTO DE ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA SAÚDE E POPULAÇÃO LEIGA SOBRE O ATENDIMENTO DE URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS, EM NÍVEL PRÉ-HOSPITALAR
Descrição: Define-se por urgência a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial à vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata. O grau de urgência é diretamente proporcional à gravidade, à quantidade de recursos necessários para atender o caso e à pressão social presente na cena do atendimento e inversamente proporcional ao tempo necessário para iniciar o tratamento. O atendimento do SAMU funciona 24 horas por dia e atua em ocorrências em ambiente pré-hospitalar (via pública ou não), dentro de uma área geográfica específica.Em Fortaleza, o SAMU conta com 40 profissionais que prestam de 200 a 300 atendimentos por dia na capital do Ceará. Há raros trabalhos avaliando a dimensão do conhecimento da população leiga sobre como utilizar adequadamente um serviço médico de Emergência. Um dos primeiros territórios para a difusão do conhecimento sobre o SAMU é o ambiente de formação dos profissionais de saúde. Neste sentido, os acadêmicos podem atuar como multiplicadores deste conhecimento junto à população leiga (15). Mas será que os acadêmicos das áreas da saúde sabem como devem proceder para acessar o serviço do SAMU? Desta forma esse projeto tem como objetivo Avaliar o conhecimento de alunos da Graduação em Medicina da Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza, e da população leiga de Fortaleza sobre o atendimento de Urgências e Emergências, em nível pré hospitalar.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (4) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Antônio Aldo Melo Filho - Coordenador / Francisco Romel Lima de Araújo - Integrante / Messias Simões dos Santos Neto - Integrante / José Gomes Filho - Integrante / Leonardo Rodrigues Melo - Integrante / Pedro Lucas Rodrigues Costa - Integrante / Priscila Valente Batista - Integrante / Thatiana Catunda Torres Mota - Integrante. Financiador(es): Faculdade de Medicina da UFC - Bolsa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2009-2011. CONTEXTO SOCIAL E PRÁTICAS ALIMENTARES EM CRECHES PÚBLICAS: AVALIAÇÃO DOS RISCOS PARA SOBREPESO E OBESIDADE EM CRIANÇAS DE 2 A 5 ANOS.
Descrição: A inclusão da creche no capítulo da educação explicita a função eminentemente educativa desta, da qual é parte intrínseca a função de cuidar. Essa inclusão constituiu um ganho, sem precedentes, na história da Educação Infantil em nosso país. A literatura médica mostra um grande número de estudos relacionando obesidade e nível socioeconômico, contudo pouco se estuda sobre essa relação em crianças e adolescentes. Assim, utilizaremos a teoria dos sistemas ecológicos e o modelo social ecológico a fim de ampliar a compreensão do fenômeno obesidade e sobrepeso infantil. Neste sentido a família, como uma configuração de prática, é cada vez mais reconhecida como crucial para a promoção da saúde, é dentro dela que acontecem elementos importantes para compreender o binômio saúde/doença. Uma melhor compreensão da natureza e do processo através do qual as famílias ter um papel ativo na sua própria saúde, pode servir de base para a concepção de intervenções de saúde e articulação com programas de saúde pública. A função de integração da família,visto através de um contexto ecológico, faz com que seja um ponto de entrada efetivo e foco central na promoção da saúde. 1. Como o contexto social e as práticas alimentares influenciam o sobrepeso e obesidade infantil nas creches e pré-escolas? 2. Existe associação entre sobrepeso/ obesidade e os cuidados prestados pelos professores e pais? Para responder a estas diferentes questões constituímos como objeto deste estudo: avaliar como o contexto social e as práticas alimentares em creches públicas influenciam nos riscos para sobrepeso e obesidade em crianças de 2 a 5 anos. . Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Álvaro Diógenes Leite Fechine - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2009-2011. ESTRATÉGIAS PARA ALCANÇAR RESULTADOS NA GESTÃO HOSPITALAR : A PERSPECTIVA DOS GERENTES DE SERVIÇOS DO HOSPITAL DR. CARLOS ALBERTO STUDART GOMES
Descrição: Esta pesquisa de natureza avaliativa visa identificar as percepções dos gerentes de serviços do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes no que se refere as estratégias relevantes para obtenção de resultados desejados de gestão.Consideramos que profissionais com vasta experiência em gestão podem apresentar uma ampla variedade de respostas para este questionamento.Nós já fizemos diversas vezes esta pergunta a pessoas e Instituições diferentes e percebemos uma grande fragilidade na fundamentação das suas afirmações , especialmente no que se refere a articulação das estratégias com os resultados.Identificamos muitas vezes estratégias aparentemente bem definidas , respaldadas na literatura , mas com resultados irrelevantes.Ao mesmo tempo , excelentes resultados em meio a uma verdadeira indefinição estratégica. Desta forma esse estudo terá como objetivo Avaliar as estratégias identificadas pelos coordenadores de serviços do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes para alcançar os resultados desejados na gestão. . Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Dione Bezerra de Barros - Coordenador. Financiador(es): Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - Cooperação.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
4.   2009-2011. ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO DE MORBI-MORTALIDADE MATERNA E PERINATAL, EM GESTAÇÕES COM MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS
Descrição: Identificar os sentimentos e repercussões da comunicação à mãe diante do diagnóstico de malformação congênita feta. O conhecimento da incidência e do padrão de apresentação dos diversos tipos de malformações congênitas em um centro de referência de Medicina Fetal ou em uma região é de extrema utilidade. A determinação do perfil da população a ser assistida permite melhor definir políticas públicas locais, incluindo ações voltadas ao diagnóstico, terapêutica e prevenção (Tese - UNIFESP). Face à dimensão territorial brasileira, é possível que a incidência relativa das diferentes malformações congênitas seja distinta, nas diferentes regiões do país, o que poderia traduzir, entre outros, padrões genéticos ou ambientais específicos (Sbragia resumo; FERNANDÉZ et al., 2005). Neste sentido, estudos que possam detalhar, no âmbito epidemiológico, o perfil das malformações fetais pode guiar futuros estudos de cunho genético ou identificar situações de risco à saúde relacionadas à exposição de agentes tóxicos característicos de determinada região.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Integrante / Luiz Carlos Sousa - Integrante / Gabriela Maia Mota - Integrante / Antônio Aldo Melo Filho - Integrante / Carlos Augusto Alencar Júnior - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
5.   2009-2010. Estudo de prevalência, correlação e impacto da tungíase na qualidade de vida de habitantes da área assistida pelo Centro de Saúde da Família Lineu Jucá, Barra do Ceará.
Descrição: A tungíase é uma doença ectoparasitária causada pela penetração da fêmea da espécie Tunga penetrans na epiderme do seu hospedeiro e, subseqüente, hipertrofia, um processo geralmente auto-limitado com duração de duas a seis semanas1,2. Este é um inseto da ordem sinfonáptero, sem asas, achatado lateralmente e geralmente menor que um milímetro de comprimento e de hábitos hematófagos. A infestação normalmente é limitada aos pés. As áreas de predileção do parasita são as regiões peri-ungueais dos dedos, mas a penetração da pulga pode ocorrer em qualquer parte o corpo. Em crianças pequenas, lesões ectópicas já foram observadas nas mãos, nos cotovelos, no pescoço, no ânus e nas genitais. Melhorias de habitação e aprimoramento de vestuário (principalmente calçados) são grandes responsáveis por uma discreta redução dos casos de tungíase em algumas áreas do Brasil, enquanto outros ainda permanecem com uma elevada prevalência. OBJETIVOS Avaliar a prevalência de tungíase na área assistida pelo Centro de Saúde da Família Lineu Jucá, inserido na Barra do Ceará, e suas correlações sócio-ambientais. . Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Valquíria Vieira Camurça - Integrante / Rafael da Silva Holanda - Integrante / João Victor de Freitas Sales - Integrante / Rianne Freitas de Araújo - Integrante. Financiador(es): Universidade Federal do Ceará - Bolsa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
6.   2009-2011. Insegurança alimentar, práticas alimentares e estado nutricional de crianças em idade pré-escolar beneficiadas pelo Programa Bolsa Família no Município de Sobral, Ceará, Nordeste do Brasil
Descrição: O ritmo da transição nutricional enfrentado por muitos países em desenvolvimento como o Brasil aumentou a probabilidade da coexistência das condições de desnutrição e obesidade no mesmo grupo populacional e, talvez, dentro da mesma família.Estudos recentes sugerem que a obesidade tornou-se um importante problema de saúde pública, dada sua co-morbidade e sua influência no perfil de morbimortalidade dos diferentes grupos populacionais. No entanto, tal realidade não pode ser interpretada como melhoria geral das condições de vida, e, por conseguinte, do estado nutricional da população uma vez que se tem evidenciado a persistência da fome e da desnutrição como problemas importantes, bem como o crescimento da obesidade, em especial na população de baixa renda, o que também expressa uma má alimentação e baixo acesso a uma dieta equilibrada. O Programa Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda com condicionalidades, que beneficia famílias em situação de pobreza (com renda mensal por pessoa de R$ 69,01 a R$ 137,00) e extrema pobreza (com renda mensal por pessoa de até R$ 69,00). O PBF unificou quatro programas federais (Bolsa-Escola, Bolsa-Alimentação, Auxílio-Gás e o Cartão-Alimentação), no âmbito da estratégia Fome Zero, que visa assegurar o direito humano à alimentação adequada, promovendo a segurança alimentar e nutricional, contribuindo para a erradicação da extrema pobreza, bem como a conquista da cidadania pela parcela da população mais vulnerável à fome.Assim sendo, o estudo proposto pretende responder aos seguintes questionamentos: Como são as práticas alimentares das mães e crianças beneficiadas no Programa Bolsa Família? Existem fatores de risco presentes nessas famílias relacionados à insegurança alimentar? Se existe, quais são? Que significado tem para mães ser beneficiária do PBF? As mães estão satisfeitas com a assistência desse programa?Qual a percepção desse Programa na visão das mulheres assistidas em Sobral?. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Maria do Socorro Dias - Integrante / Andrea Carvalho Araujo Moreira - Integrante. Financiador(es): David Rockfeller Center - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
7.   2009-2010. Projeto Ligas de Saúde da Família: amiga do peito da comunidade e da educação
Descrição: Projeto PROEXT 2009 O Projeto de Extensão Ligas de Saúde da Família surgiu em 2007 de uma parceria entre UFC e SMS de Fortaleza-CE, visando inserir estudantes de graduação em saúde na estratégia de saúde da família. Em 2009, com a ampliação do PET-Saúde, foram envolvidos mais alunos. Neste projeto estamos propondo a ampliação das atividades com a delimitação do tema promoção e educação em aleitamento materno. Visto que, houve um recuo dos indicadores de aleitamento materno exclusivo (AME) em Fortaleza-CE. Visa contribuir na formação, capacitação e proposição para a melhorias dos indicadores de AME, tendo como publico alvo, além dos estudantes de graduação, profissionais de saúde de cinco unidades de saúde, as mães e famílias com crianças de 0 a 2 anos assistidas pelas unidades, e professores do ensino fundamental de escolas públicas. Ocorrerá de Setembro de 2009 a Novembro de 2000, com 12 horas de atividades semanais. Articula-se com a disciplina de Saúde Comunitária do quarto semestre do Curso de Medicina. A metodologia problematizadora norteará as atividades, tais como, as capacitações, rodas de conversa, acompanhamento das famílias, visitas em espaços de lazer, articulação com professores de escolas públicas. As atividades serão avaliadas, a partir grupos fociais, questionários e relatos de experiências.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (42) / Mestrado acadêmico: (1) . Financiador(es): Ministério da Educação - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
8.   2009-2012. PRÁTICAS ALIMENTARES E CUIDADOS MATERNOS PRESTADOS ÀS CRIANÇAS 5 ANOS: COM A PALAVRA AS MÃES SURDAS.
Descrição: A Organização das Nações Unidas estima que 1,5% da população mundial possui deficiência auditiva (Corde, 1996). No Brasil, dos 34,5 milhões de deficientes brasileiros, 5,7 milhões têm deficiência auditiva (IBGE, 2006). Um número significativo em termos de saúde pública, uma vez que, se estas pessoas não receberem um atendimento adequado e desenvolverem uma competência lingüística, terão sérios problemas para constituírem-se como sujeitos ativos, participantes de uma sociedade. A deficiência auditiva se caracteriza como um problema sensorial não visível, que acarreta dificuldades na recepção, percepção e reconhecimento de sons, ocorrendo em diferentes graus, do mais leve (que interfere na aquisição da fala, mas não impede o indivíduo de se comunicar por meio da linguagem oral), ao mais profundo (que impede o indivíduo de adquirir a linguagem oral). Diante do contato com alguns deficientes visuais, a partir dessa pesquisa inédita realizada em Fortaleza sobre os cuidados maternos dispensados a seus filhos (CNPq Edital 26/2006), surgiu a curiosidade por parte da Coordenadora desse projeto, em desenvolver uma pesquisa com mães surdas (diferentemente daquela que não enxerga, essa mulher vê, mas não escuta e não fala com desenvoltura com seu filho), para responder a alguns questionamentos, ainda não revelados e divulgados na literatura, com esse grupo específico e minoritário de mães com deficiência auditiva, quais sejam: Como é para a mãe surda estabelecer uma relação de diálogo com seu filho? Como se expressa com o seu filho durante a amamentação e oferta de alimento? Quais as dificuldades e facilidades que enfrenta durante a nutrição do seu filho e do cuidado diário? Como busca superar a deficiência auditiva no cuidado ofertado ao filho? Quais as facilidades e dificuldades que elas enfrentam no diálogo estabelecido com os profissionais de saúde que atendem seus filhos, durante o seguimento nos serviços de saúde? Que redes de apoio são estruturadas para auxiliar a mãe s. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
9.   2009-2011. UMA ANÁLISE DA QUALIDADE DA RELAÇÃO MÃE E FILHO NO ÂMBITO DO DESENVOLVIMENTO INFATIL: O CASO DE UMA COMUNIDADE QUILOMBOLA CEARENSE
Descrição: O desenvolvimento infantil é um conceito amplo, extremamente difícil de caracterizar, uma vez que sofre influência de fatores mais ou menos observados, de acordo com a profissão, o interesse ou a ideologia do observador. Para os pediatras, por exemplo, desenvolver-se significa aumentar a capacidade de realizar funções cada vez mais complexas; os fonoaudiólogos, por sua vez, são mais específicos, relacionando o desenvolvimento com a estrutura lingüística e o processo fonatório. Embora dificultem a compreensão do fenômeno, os recortes parecem inevitáveis. É importante destacar, dentre esses aspectos, a relação mãe e filho, uma interação comportamental recíproca, cuja qualidade influencia, de maneira positiva, o desenvolvimento futuro da criança. No entanto, um relacionamento adequado entre a mãe e a criança não é automaticamente assegurado. Trata-se de um processo de aprendizagem no qual as mulheres precisam de apoio e orientação para desempenhar satisfatoriamente o papel de mãe. No sentido de dar conta desse questionamento inicial, esta pesquisa faz uso das recomendações encontradas na literatura especializada em desenvolvimento infantil para analisar uma comunidade quilombola cearense no que se refere à qualidade da relação mãe e filho.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Maria de Lourdes Magalhães Serpa - Integrante. Financiador(es): Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - Outra / Instituto de Prevenção à Desnutrição e a Excepcionalidade - Bolsa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2008

1.   2008-2009. AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ANGOLANO: ANÁLISE DAS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS EM SAÚDE E A FORMAÇÃO PROFISSIONAL
Descrição: O Relatório sobre a situação mundial da infância, publicado pelo UNICEF informa que a partir de 2006 o total de mortes anuais de crianças menores de 5 anos foi de 9,7 milhões, estando pela primeira vez na história recente, inferior a 10 milhões, com uma queda de 60% da taxa de mortalidade, desde a década de 60. Segundo o Relatório do Ministério da Saúde e Direcção Nacional de Saúde Pública de Angola (2003) o índice de mortalidade materna no país é um dos mais altos do mundo, com 1.850 mortes por cada 100.000 nascidos vivos, e o índice de mortalidade infantil se encontra em 195 por cada 1.000 nascimentos. Isso deixa evidente a necessidade de políticas de saúde que priorizem a saúde materno-infantil.. Durante o ano de 2007, foi iniciado em Luanda o programa voltado para Acelerar a Sobrevivência e Desenvolvimento da Criança para Alcançar as Metas de Desenvolvimento do Milênio para a Saúde em Angola 2007-2009, dentro de uma proposta de Revitalização dos Serviços de Saúde, que tem início nas cinco províncias de Luanda, Bié, Huila Cunene e Moxico. Os progressos alcançados na estabilização social e econômica da Nação tornam possível a efetivação desse plano. Em janeiro de 2007, o Governo da Província de Luanda teve a iniciativa de preparar o Projecto de Implantação do Programa de Agentes Comunitários de Saúde de Luanda visando contribuir para melhoria da situação da infância. A experiência brasileira nos mostra que o trabalho dos ACS tem fortalecido a atenção primária contribuindo para a melhoria das condições de saúde da população. Foi baseado nesta perspectiva que foi implantado o Programa de Agentes Comunitários de Saúde em Luanda, que atualmente já conta com 1.400 ACS cujo foco das preocupações tem sido a redução da mortalidade materna e infantil. Entretanto, o desafio para a plena implantação da proposta é grande, pois ainda não foi alcançada a meta proposta inicialmente, que era a de capacitar 3.400 ACS, nos seis municípios que iniciaram o Programa: Cacuaco, Samb. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: / Mestrado profissionalizante: (2) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Carlos Andre Moura Arruda - Integrante / Vera Joana Bornstein - Integrante / Maria do Socorro Dias - Integrante / Maria Idalice Silva Barbosa - Integrante / Ana Lúcia de Moura Pontes - Integrante / Vanira Matos Pessoa - Integrante / Miria Campos Lavor - Integrante / Antonio Carlile Holanda Lavor - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2008-2010. Avaliação nutricional e de saúde dos prematuros com peso de nascimento igal ou inferior a 1.500g após a alta hospitalar
Descrição: Compreender os aspectos relacionados à saúde e nutrição de crianças prematuras extremas, com peso ao nascer inferior a 1.500g, a partir das vivências maternas após a alta hospitalar.Tendo em vista o desejo de acompanhar e compreender as imposições ao cuidado de uma criança de MBPN em seu contexto domiciliar, bem como o acesso das mães desses bebês ao tratamento/acompanhamento pelo serviço de saúde, proponho desenvolver esta pesquisa na própria residência do bebê e na sua trajetória até os estabelecimentos de saúde, englobando todo o contexto social e emocional da díade mãe-filho prematuro.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Integrante / Nádia Maria Girão Saraiva de Almeida - Integrante / Leila Medeiros Melo - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2008-Atual. Coorte-dende: Condições de Vida e Determinantes de Saúde da População
Descrição: Este projeto deverá enfocar o perfil de saúde da população da Comunidade do Dendê e cercania, com ênfase nas doenças e agravos evitáveis ou controláveis pelas ações desenvolvidas nos serviços de saúde.O projeto deverá envolver atividades de pesquisa que integrarão os conhecimentos da saúde coletiva, da saúde da família, da epidemiologia e da prática clínica. Ele poderá envolver atividades de investigação sobre a efetividade de estratégias de intervenção (inclusive educacionais) no âmbito da saúde da família, possibilitando testar e aperfeiçoar algumas práticas que se mostrarem mais adequadas às populações. A abrangência do projeto incluirá: (a) perfil sócio-econômico; (b) perfil de morbidade referida; (c) perfil nutricional; (d) hábitos e fatores de risco para doenças crônico-degenerativas (ênfase nas doenças cardiovasculares e neoplasias); (e) saúde materna e das crianças e adolescentes, (f) doenças transmissíveis, (g) violência e (h) saúde bucal. O subprojeto da saúde bucal tem como objetivo estudar as doenças bucais de impacto na saúde pública (carie, doença periodontal, lesões pré-cancerígenas e má oclusão), identificando os marcadores de risco[fatores preditores] para carie, doença periodontal, lesões pré cancerígenas e má oclusão e validando um modelo de predição formado por marcadores de risco para essas doenças bucais, a ser usado como rastreamento de indivíduos assistidos na rede básica de saúde. O desenho deste estudo é do tipo observacional prospectivo sobre uma população adstrita a uma área geográfica delimitada e tem por unidade de análise indivíduos residentes no período da investigação, através de avaliações sistemáticas regulares da população e acompanhamento da ocorrência de eventos de saúde. Este projeto esta planejado nas seguintes fases:Fase zero - Cadastro de domicílios, Fase um Linha de base - inquérito dos fatores demográficos, individuais e socioeconômicos dos indivíduos que serão seguidos durante pelo menos dez anos. de 2008. Esse question. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Sharmênia de Araújo Soares Nuto - Coordenador / Karol Silva de Moura - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Edson Queiroz/Universidade de Fortaleza - Bolsa. Número de produções C, T A: 6 / Número de orientações: 19
Membro: Sharmênia de Araújo Soares Nuto.

2007

1.   2007-2008. Avaliação da atenção prestada pela rede pública às mães de crianças de 0-5 anos em Fortaleza, CE
Descrição: A avaliação em saúde é um processo crítico-reflexivo sobre práticas e processos desenvolvidos no âmbito dos serviços de saúde. É um processo contínuo e sistemático cuja temporalidade é definida em função do âmbito em que ela se estabelece. Diante do aumento do número de ações integrais dispensadas às crianças menores de 5 anos no município de Fortaleza, Ceará, pelos profissionais que integram a Estratégia Saúde da Família, sentimos a necessidade de avaliar, não só as unidades de saúde (estrutura), mas também a forma como vem sendo realizado o atendimento (processo) e as mudanças produzidas (resultados alcançados). Vislumbramos, também, conhecer como se processa a interação entre usuários e profissionais envolvidos no processo de trabalho (relações dialógicas). Tendo como propósito fundamental dar suporte aos processos decisórios no âmbito do sistema de saúde, subsidiar a identificação de problemas e a reorientação de ações e serviços desenvolvidos. Avaliar a incorporação de novas práticas sanitárias na rotina dos profissionais e mensurar o impacto das ações implementadas pelos serviços e programas sobre o estado de saúde da população. Este projeto tem por finalidade avaliar o nível de satisfação das mães de crianças menores de 5 anos, usuárias da atenção básica de Fortaleza quanto a acessibilidade ao serviço e qualidade do atendimento recebido por seus filhos. Objetivos Específicos Descrever o perfil socioeconômico e demográfico das famílias com crianças na faixa etária entre 0 a 5 anos; Identificar as dificuldades e facilidades enfrentadas pelas mães para obter o atendimento para seus filhos (acesso, acolhimento, tempo de marcação da consulta etc), Identificar como ocorre a relação dialógica entre profissionais de saúde e mães/ crianças, nas unidades de saúde da família.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado profissionalizante: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Álvaro Jorge Madeiro Leite - Integrante / Antônio J L A Cunha - Integrante / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Maria Vaudelice Mota - Integrante / José Gomes - Integrante / ÂNGELA SILVIA SALES LIMA - Integrante. Financiador(es): Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2007-2009. Difusão e popularização de conhecimentos científicos em Saúde Coletiva na região do semi-árido brasileiro
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2007-2009. Enfrentamento da violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes em três municípios brasileiros
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Marli Terezinha Gimeniz Galvão - Integrante / Maria do Socorro Cavalcante - Integrante / Carl Kendall - Integrante / LÍGIA REGINA FRANCO SANSIGOLO KERR - Coordenador / MARIA INÊS COSTA DOURADO - Integrante. Financiador(es): Ministério da Saúde - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
4.   2007-2007. Inquérito de cobertura vacinal em nascidos vivos entre 01/01/2005 a 31/12/2005, residentes nas capitais dos estados do Brasil (Área urbana)
Descrição: Estimar a cobertura vacinal na população de 18 a 30 meses de idade em três momentos de sua vida, a saber: em menores de 1 ano, aos 18 meses e no momento da entrevista, residentes nas áreas urbanas das capitais de todas as unidades federativas do Brasil. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Integrantes: Maria de Fátima Fonseca Mota - Integrante / José Cássio de Moraes - Coordenador. Financiador(es): Ministério da Saúde - Auxílio financeiro / Centro de Estudos Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão - Cooperação.
Membro: Maria de Fátima Fonseca Mota.
5.   2007-2008. Maternal and child mental health: evaluating models of service delivery and promoting mental health in countries with diverse cultures
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Karen Peterson - Integrante. Financiador(es): David Rockfeller Center - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
6.   2007-2010. Perfil das mães cegas em Fortaleza e cuidados prestados aos filhos de 0-5 anos
Descrição: A cegueira e os distúrbios visuais apresentam ampla repercussão na sociedade, mais grave se considerado que 80% desses casos poderiam ter sido evitados.Estimativas baseadas na população mundial de 1990 referentes à cegueira e baixa visão, divulgadas pela OMS, indicavam a existência de 38 milhões de indivíduos cegos e de 110 milhões apresentando visão deficiente e risco de cegueira. A ausência da visão pode trazer alterações significativas na vida de uma pessoa, já que este é um sentido de grande importância no cuidado prestado, servindo para o estabelecimento de relações com a sociedade e para a captação de informações. As deficiências que acometem o ser humano provocam mudanças em sua estrutura de vida, em especial a deficiência visual que proporciona forte influência na interação entre pais e filhos.Quando se pensa na relação de uma mãe cega com seu filho, a perda da visão desde o nascimento pode até atrapalhar a realização de atividades maternas, como a amamentação, já que elas nunca viram outras mães amamentando ou alimentando. Portanto, podem não saber qual a melhor posição para o filho na hora de amamentar, observar as características que apontam uma boa nutrição do filho (como características das fezes, urina, peso, etc). Entretanto, esse não pode ser um obstáculo para a realização dessa atividade, pois informações e apoio de profissionais de saúde e a rede de apoio familiar, podem minimizar os percalços, tornando o momento da alimentação do filho numa relação íntima e prazerosa entre mãe e filho. A partir dessas reflexões, buscaremos nesse trabalho pioneiro no município de Fortaleza, CE, responder algumas questões: Quantas são as mães cegas em Fortaleza, acompanhadas pelas equipes do PSF? Como essas mulheres amamentam, preparam e oferecem o alimento às crianças? Como dão o banho aos filhos? Será se o sistema de saúde tem oferecido suporte e apoio permanente às essas mães cegas? Quais as facilidades e dificuldades que elas enfrentam no seguimento das criança. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado profissionalizante: (1) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Antonio José Ledo Alves da Cunha - Integrante / Nádia Maria Girão Saraiva de Almeida - Integrante / Maria de Fátima Antero Sousa Machado - Integrante / Lorita Pagliuca - Integrante / Mariana Cavalcante Martins - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
7.   2007-2010. Qualidade de vida de crianças e adolescentes vivendo e convivendo com pais HIV/AIDS: a situação do ceará
Descrição: A necessidade desta investigação partiu de publicações e questionamentos do Ministério da Saúde acerca do conhecimento da situação de crianças e adolescentes no Brasil . Em 2001, iniciou-se um estudo sobre a situação dos adolescentes soropositivos, população que vem aumentando significativamente nos últimos anos no Brasil, não apenas pela disseminação da epidemia, mas também pelos expressivos incrementos nos recursos terapêuticos e a bem sucedida política de acesso universal a esses recursos no Sistema Único de Saúde.Entretanto, no Ceará, não se conhece tal realidade. Desta forma pesquisadores que estudam essa temática e interessados nesta situação se propuseram a desenvolver tal pesquisa, como forma de contribuição social ao Estado.Objetivos do Estudo: GERAL - Avaliar a situação de vida e de bem estar de crianças e adolescentes que convivem com HIV/aids no Estado do Ceará ou que tenham um ou ambos os pais infectados, com aids ou falecidos em decorrência do HIV. ESPECÍFICOS - Identificar o número de crianças e adolescente com infecção pelo HIV ou com aids; - Identificar o número de crianças e adolescentes órfãos em decorrência da aids; - Avaliar a qualidade de vida de crianças e adolescentes vivendo com HIV/aids; - Avaliar a qualidade vida de crianças e adolescente vivendo em lares cuja mãe ou o pai tem infecção pelo HIV/aids ou faleceram em decorrência desta condição; . Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado profissionalizante: (1) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Ana Cristina Lindsay - Integrante / Marli Terezinha Gimeniz Galvão - Coordenador / Maria do Socorro Cavalcante - Integrante / Carl Kendall - Integrante / LÍGIA REGINA FRANCO SANSIGOLO KERR - Integrante.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2006

1.   2006-2008. Agentes de saúde e enfermeiros do PSF: enfrentamentos e significados da violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: / Mestrado profissionalizante: (1) / Doutorado: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Isabel AS BORDIN - Coordenador / Andrea Machado - Integrante / Tereza CC Vecina - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2006-2007. AVALIAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM/PROFAE PELOS EGRESSOS E SUPERVISORES NO ESTADO DO CEARÁ
Descrição: Projeto UNESCO Contrato ED05911/2006, Controle UNESCO 30259. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Nádia Maria Girão Saraiva de Almeida - Integrante / Maria de Fátima Antero Sousa Machado - Integrante / José Gomes Bezerra Filho - Integrante / Carmem Cemires Cavalcante Costa - Integrante / Antonia Cristina Jorge - Integrante / Tania Maria Saunders de Castro - Integrante. Financiador(es): UNESCO/Ministério da Saúde - Auxílio financeiro / UNESCO/Ministério da Saúde - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2006-2007. Avaliação do SELO UNICEF MUNICIPIO APROVADO no Ceará, sob a ótica de prefeitos, articuladores e adolescentes
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: / Mestrado profissionalizante: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Coordenador / Boris Diechtiareff - Integrante / Patricio Fuentes - Integrante / Rui Aguiar - Integrante / Francisca de Oliveria - Integrante / Aline Andrade - Integrante. Financiador(es): Fundo das Nações Unidas- Escritório Ceará, RN e PI - Outra.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
4.   2006-Atual. Transição nutricional na população materno infantil: um estudo de 8.000 famílias da Região do semi-árido
Descrição: Projeto aprovado pelo CNPq. Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (2) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Jocileide Sales Campos - Integrante / Anamaria Cavalcante e Silva - Integrante / Luciano Lima Correia - Coordenador.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2005

1.   2005-2006. Prevalência de acidentes e hospitalização em crianças na região do Cariri-CE
Descrição: Projeto aprovado PPSUS_FUNCAP 2005. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) . Financiador(es): Fundação Cearense de Pesquisa do Ceará FUNCAP - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
2.   2005-2006. Socio cultural and feeding environment influences on overweight
Descrição: Projeto planejado e executado com profissionais da Harvard School of Public Health. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.
3.   2005-2006. The development of diarrhoeal diseases morbidity and mortality and diarrhoeal diseases control in Ceara
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (1) . Integrantes: Márcia Maria Tavares Machado - Integrante / Ana Cristina Lindsay - Coordenador. Financiador(es): David Rockfeller Center - Auxílio financeiro.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2004

1.   2004-2007. A periodontite crônica é mesmo crônica? Estudo do acompanhamento e manutenção do paciente na clínica de Odontologia da UNIFOR
Descrição: Esse projeto busca avaliar o conhecimento e as percepções dos portadores de periodontite crônica, avaliando a compreensão do caráter crônica da doença, bem como os aspectos motivacionais envolvidos na manutenção da saúde bucal.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Integrantes: Sharmênia de Araújo Soares Nuto - Coordenador / Paola Gondim Calvasina - Integrante. Número de produções C, T A: 2 / Número de orientações: 1
Membro: Sharmênia de Araújo Soares Nuto.
2.   2004-2007. Aspectos Culturais e Afetivos da Educação em Saúde: Avaliando a Auto-Estima no Processo de Motivação
Descrição: Esse projeto visa avaliar o fortalecimento da identidade e auto-estima na melhoria dos hábitos de higiene bucal, compreendendo os aspectos culturais envolvidos com a periodontite crônica, permitindo aprofundar os conhecimentos na área de Educação em Saúde, incorporando o referencial da Psicologia. Será utilizada uma metodologia quali-quantitativa, desenvolvendo-se em duas fases: a primeira caracteriza-se por um estudo transversal, através de entrevistas semi-estruturadas e análise do discurso para compreensão dos aspectos culturais e afetivos. A segunda será um estudo de intervenção, cujo parâmetro de análise, serão as diferenças observadas, entre o grupo de intervenção e de controle, mensuradas através da análise estatística dos índices de sangramento gengival e do biofilme, além da análise qualitativa do material textual oriundo das entrevistas motivacionais realizadas nos dois grupos.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . Integrantes: Sharmênia de Araújo Soares Nuto - Integrante / Marilyn Kay Nations - Integrante / Iris do Céu Clara Costa - Coordenador / Samuel Ilo fernandes de Amorim - Integrante / Soraya Quagliato Nogueira - Integrante / Poliana Maria Botelho Regadas Dias - Integrante. Número de produções C, T A: 11
Membro: Sharmênia de Araújo Soares Nuto.
3.   2004-2006. Developing strategies for the adoption of the new international growth reference: a research proposal
Descrição: Projeto planejado e executado com pesquisadores da Harvard School of Public Health. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Membro: Márcia Maria Tavares Machado.

2002

1.   2002-2002. Estudo do modelo explicativo popular de câncer bucal
Descrição: Este estudo visa analisar as concepções, valores, crenças, atitudes e modelos explicativos dos pacientes portadores de neoplasias malignas bucais. Surge a partir da comprovação em diversas pesquisas na área da Antropologia Médica das dificuldades de comunicação clínica entre profissionais de saúde e pacientes, o que se deve a diferentes formas de explicar uma mesma enfermidade. Foi utilizada a metodologia qualitativa. A amostra foi constituída de 23 entrevistas, envolvendo 19 portadores de câncer bucal e 4 de faringe. O material de campo analisado identificou um universo cultural de reconhecimento, diagnóstico e terapêutica do câncer bucal diferente em relação às explicações científicas modernas, resultando numa dificuldade de comunicação clínica e de desenvolvimento de atividades educativas entre os profissionais de saúde e seus pacientes.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (4) . Integrantes: Sharmênia de Araújo Soares Nuto - Coordenador / Roberta Matos Feitoza - Integrante / Fabianne Mota - Integrante / Ana Cristina Batista Holanda - Integrante / Raquel Abraão Bonfim - Integrante / Roberta Barroso Cavalcante - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolviemnto Científico e Tecnológico - Bolsa. Número de produções C, T A: 6 / Número de orientações: 1
Membro: Sharmênia de Araújo Soares Nuto.

2001

1.   2001-2003. SISTEMA DE INFORMAÇÃO SOBRE AGENTES TERATÓGENOS (SIAT) NA MATERNIDADE ESCOLA ASSIS CHATEUABRINAD (MEAC)
Descrição: Implantação de um Sistema de Informação sobre Agentes Teratógenos na Maternidade Escola Assis Chateaubriand (MEAC), a partir da análise das atividades desenvolvidas pelo Ambulatório de atenção a gestantes de Alto Risco. No primeiro ano foi criado um banco de dados, a partir da análise dos prontuários, o que possibilitou o conhecimento das motivações clínicas para o atendimento às gestantes, as condições de saúde da mãe e do feto, e delineamento de estratégias para otimizar a assistência. Verificou-se a inexistência de informações relacionadas ao uso de medicamentos, embora as doenças que motivavam o atendimento fossem doenças crônicas e/ou importantes. O SIAT não foi implantado porque naquele momento as condições gerenciais mostravam-se insensíveis ao projeto.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Membro: Cléber Domingos Cunha da Silva.

2000

1.   2000-2001. Como humanizar a prática odontológica? Estudo das percepções de alunos e pacientes de Odontologia
Descrição: Este estudo versa sobre os aspectos éticos e humanos presentes no processo ensino-aprendizagem da formação de cirurgiões-dentistas. Surge a partir da ansiedade crescente nos serviços de saúde por profissionais mais humanos, éticos e envolvidos com a qualidade do atendimento à população. Foi utilizada uma abordagem qualitativa tendo três instrumentos de coleta: a técnica de grupo focal, a entrevista semi-estruturada e a observação participante. A amostra foi constituída de 28 alunos de Odontologia e 33 pacientes atendidos nas clínicas de cursos de Odontologia. O material textual analisado identificou como principais problemas o excesso de autoridade na relação professor-aluno-paciente e a separação corpo-mente-espírito presente no modelo biomédico. Esses resultados revelam pouca capacitação dos futuros cirurgiões-dentistas para o desenvolvimento de uma relação dialógica com seus pacientes e a necessidade de um repensar desses aspectos na sua formação.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (5) . Integrantes: Sharmênia de Araújo Soares Nuto - Coordenador / Paola Gondim Calvasina - Integrante / Hudson Barbosa - Integrante / Priscila Belchior de Souza Fernandes - Integrante / Raphael Araújo de Pontes Medeiros - Integrante / Roberta Matos Feitoza - Integrante. Financiador(es): Universidade de Fortaleza - Bolsa. Número de produções C, T A: 22 / Número de orientações: 2
Membro: Sharmênia de Araújo Soares Nuto.

1999

1.   1999-2004. Avaliação de serviços de saúde
Descrição: Desenvolver avaliação dos serviços de saúde, em particular saúde bucal, buscando a escuta dos usuários e profissionais de saúde, utilizando a abordagem metodológica quantitativa e qualitativa, com vistas à melhoria da qualidade do atendimento prestado a população.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (6) . Integrantes: Sharmênia de Araújo Soares Nuto - Integrante / Marilyn Kay Nations - Coordenador / Caio de Santiago Dutra - Integrante / Márcia Maria Pinheiro Melo - Integrante / Edmar Teixeira Vieira - Integrante / Maria de Jesus Lourinho Borges - Integrante / Silvia Regina Martelli Pinheiro - Integrante / Maria Elisa Machado Ferreira - Integrante / Eveline Nobre - Integrante / Guerda Portela - Integrante / Keline Portela da Silva - Integrante / Elza Facó - Integrante / Livia Viana - Integrante / Virginia Bastos - Integrante / Danielle Pedrosa - Integrante / Isadora Cordeiro - Integrante / José Martins - Integrante / Sáskia Barreto - Integrante. Financiador(es): Fundação cearense de Amparo a Pesquisa - Bolsa. Número de produções C, T A: 34 / Número de orientações: 6
Membro: Sharmênia de Araújo Soares Nuto.


Data de processamento: 09/09/2013 06:37:58